Terça, 24 de Novembro de 2020
61 00000000
Anúncio
Brasil Fast Food

Rede de Fast Food anuncia apoio a campanha do Ministério Publico contra o trabalho infantil

A campanha foi Lançada nacionalmente em fevereiro e desde então tem captado parceiros para atuar em apoio a causa.

05/06/2017 16h00 Atualizada há 3 anos
325
Por: Publica DF Fonte: Redação com Agencia
 Shutterstock
Shutterstock

Apesar de ter caído nas últimas décadas, o trabalho infantil  ainda atinge em torno de 3 milhões de crianças no Brasil , segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em apoio a campanha #Chegadetrabalhoinfantil, lançada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), a rede de Fast Food McDonald’s anunciou nesta segunda-feira (5) apoio ao movimento.

A campanha foi lançada nacionalmente em fevereiro e desde então tem captado parceiros para atuar em apoio à causa. Assim como a rede de fast food, a  Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho de Crianças e Adolescentes (Coordinfância) é uma das atuantes no processo.

“Estudos recentes apontam para um grande número de crianças e adolescentes submetidos ao trabalho irregular no Brasil. Por isso, precisamos de empresas como McDonald’s nos ajudando a engajar a sociedade”, afirma a procuradora Marcela Monteiro Dória, representante da Coordinfância no interior de São Paulo.

O dia dedicado a comemorar a Data Internacional Contra o Trabalho Infantil é celebrado no próximo dia 12, de junho. O Mc Donald's oferece programas para o primeiro emprego de jovens-adultos e por este motivo se mostou solidário com a proposta.

“Ao apoiar este movimento, confirmamos o compromisso de lutar por um Brasil melhor e reforçamos os valores que fazem parte do DNA da companhia", destacou Paulo Camargo, presidente da Arcos Dourados, empresa que opera a marca McDonald’s no Brasil.

Ainda segundo Carmargo, o objetivo da empresa é usar seu alcance em todo o país e estimular a conscientização dos clientes. "Vamos trabalhar a mensagem com o propósito de motivas nossos consumidores a compreenderem e defenderem a importância da causa”, disse.

Imagem inline 1

Números apontam redução da exploração

O  estudo do IBGE divulgado em 2016 apontou que, em 2014,   das 41,1 milhões de crianças no Brasil, 3,3 milhões (8,1%) estavam ocupadas.  Apesar do alto número a tendência, contudo, tem sido de redução nas últimas décadas e a projeção é de que, em 2020, o número caia para 1,9 milhão de crianças.

Na época o estudo apontou que a região Sul estava em primeiro lugar em número de crianças trabalhando, com 10,2%, índice superior à média nacional. O Rio Grande do Sul é o quarto estado em maior número de casos de trabalho infantil (10,7%).

“A redução dos números não significa que o trabalho infantil foi erradicado do nosso país. A quantidade de crianças trabalhando ainda é muito grande. Essa é a melhor oportunidade para uma mobilização da sociedade contra essa chaga, para que as estatísticas recuem ainda mais”, aponta Marcela.

Geração de Emprego para Jovens-Adultos

Se por um lado é importante combater o trabalho infantil, por outro é fundamental oferecer oportunidade de inserção profissional para eles quando se tornam jovens-adultos. Há alguns anos  o McDonald's é reconhecido como grande gerador do primeiro emprego de jovens-adultos, com ofertas de vagas no Brasil.  A empresa também é reconhecida por proporcionar treinamento e capacitação para que os jovens possam enfrentar o mercado de trabalho.

“Mais do que gerar uma vaga de trabalho para esses jovens-adultos, queremos apoiá-los, dando a eles ferramentas para autogestão dos seus planos de carreira”, complementa Camargo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias