Anúncio
CBTM

Meninas mostram força no primeiro dia e garantem vaga na semifinal do Sul-Americano Adulto

Chilenas serão as adversárias da semifinal. Time masculino vai disputar o Torneio de Consolação

03/04/2019 22h05
Por: Publica DF
Fonte: Assessoria de Comunicação – CBTM
125
FATM
FATM

As meninas do tênis de mesa brasileiro fizeram bonito no primeiro dia de disputa do Campeonato Sul-Americano Adulto, em Buenos Aires, na Argentina. Nesta quarta-feira (3), elas conquistaram vaga na semifinal do torneio por equipes. O time masculino, por sua vez, não conquistou classificação para a fase seguinte e vai disputar o Torneio de Consolação, que define do quinto ao oitavo colocados do torneio.

No feminino, Giulia Takahashi, Laura Watanabe e Livia Lima derrotaram as peruanas por 3 a 2, com vitórias individuais de Giulia e Lívia e da dupla Giulia/Laura. Contra as colombianas, derrota por 3 a 0 e classificação em segundo lugar do grupo 1. Nesta quinta-feira, às 9h30 (horário local e de Brasília), as meninas do Brasil encaram as chilenas na semifinal.

“Achei interessante o desempenho delas, sempre lutando, procurando aproveitarem a oportunidade que lhes foi dada”, disse o técnico Lincon Yasuda, que também é coordenador das seleções olímpicas da CBTM.

Yasuda analisou os confrontos das meninas nesse primeiro dia de Sul-Americano: “Tivemos uma estreia dura contra o Peru. Venceram bem, e depois contra a Colômbia fizemos bons jogos, porém, a maior experiência das adversárias pesou. Vamos observar o decorrer dos dias e verificar como elas vão se desenvolver na competição”.

No masculino, Diogo Silva, Lucas Paiva e Israel Barreto enfrentaram um grupo da morte, formado pelos donos da casa, Venezuela e Equador. O Brasil terminou em quarto lugar. Nesta quinta-feira, às 9h30, os brasileiros enfrentam o Paraguai, na abertura do Torneio de Consolação.

“No masculino, o Diogo fez bons jogos e teve oportunidades de conseguir vencer sets contra atletas experimentados como o Gastón Alto (ARG) e o Alberto Miño (EQU). Mas sabíamos das dificuldades que todos enfrentariam”, disse Yasuda.


A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários